O que Deus não leva em consideração…

28 out

“Deus não leva em conta o tempo de ignorância”. Tal afirmação é muito conhecida, mas nem todos conhecem o versículo de onde ela é extraída. E isso faz alguma diferença? Sim, TODA! Afinal, o texto nos revela a forma com que Deus decide não levar em conta o tempo da nossa ignorância.

“Mas Deus, não tendo em conta os tempos da ignorância, anuncia agora a todos os homens, e em todo o lugar, que se arrependam” (At. 17:30).

Deus, por não levar em conta o tempo da ignorância (em que cometemos erros pelos quais merecíamos a morte), nos dá uma chance de arrependimento, de consertarmos os erros e repararmos os danos.

Sempre é importante lembrar que todos pecaram (Rm. 3:23), que “não há um justo, nenhum sequer, não há quem entenda, não há quem busque a Deus; todos se extraviaram, à uma se fizeram inúteis” (Rm. 3:10-12). Portanto, Deus não tem dívida alguma conosco, e não seria injusto se deixasse toda a raça humana perecer. Mas, ao decidir não levar em conta o tempo da nossa ignorância, Ele nos convoca ao arrependimento.

Só compreenderemos a beleza da graça quando reconhecermos que Deus não tem obrigação alguma para conosco. Ele não tem dever algum de nos dar uma chance de arrependimento. Se não nos desse chance alguma, ainda sim Ele estaria sendo justo! Mas Ele, por graça e amor, decide não levar em conta o tempo de ignorância, e nos oferece a oportunidade de nos arrependermos desse passado.

O chamado ao arrependimento é uma oferta da livre graça de Deus. Apesar do nosso passado, Ele ainda é gracioso ao nos chamar à mudança de mente e de atitude. E o verdadeiro arrependimento traz consigo os seus frutos (Mt. 3:8; Lc. 3:8). Arrependimento que não gera frutos é falso. Zaqueu, ao se arrepender, deu frutos pois decidiu não mais usufruir dos bens que havia adquirido pelo pecado. Ele decidiu devolver tudo o que havia roubado. As multidões que atendiam ao chamado de João Batista, não ficavam caladas quanto ao seus pecados passados, com a desculpa de que Deus não leva em conta o tempo de ignorância. Pelo contrário, eles vinham a até João para serem batizados, confessando seus pecados (Mt. 3:6; Mc. 1:5).

Ao desconsiderar o nosso tempo de ignorância , Deus não nos isenta de respondermos pelos erros e danos que causamos a outras pessoas. Não! Quando Ele nos chama ao arrependimento, Ele está demonstrando sua graça e nos dá a oportunidade de repararmos esses erros e danos.

Portanto, se você fez mal a alguém, mentiu ou causou qualquer espécie de dano, não despreze a oportunidade que Deus te dá para se arrepender e produzir frutos.

Em Cristo,

Anderson Paz

Confira também
- A graça do arrependimento

3 Respostas to “O que Deus não leva em consideração…”

Trackbacks/Pingbacks

  1. A graça do arrependimento | Conexão Eclésia - maio 2, 2013

    [...] – O que Deus não leva em consideração… [...]

  2. O caminho para a irrelevância da Igreja | Conexão Eclésia - junho 17, 2013

    […] .. Confira também – A graça do arrependimento – O que Deus não leva em consideração – Marcianos, venusianos e a Igreja .. […]

  3. O que Deus não leva em consideração… | Pensando a vida - outubro 11, 2013

    […] conteúdo foi transferido para o blog Conexão Eclesia. Visite e […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 9.932 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: